Apesar do bloqueio, IPTV pirata segue firme

Sinho
0

 Apesar do bloqueio da Anatel, iptv piratas continuam forte

Você já ouviu falar de iptv? É uma tecnologia que permite transmitir canais de TV pela internet, sem precisar de antenas ou cabos. Parece uma ótima ideia, não é mesmo? Mas tem um problema: muitos desses serviços são ilegais e violam os direitos autorais das emissoras.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) tem tentado combater esses serviços piratas, bloqueando os endereços IP dos servidores que os fornecem. No entanto, essa medida não tem sido suficiente para acabar com a prática. Os provedores de iptv ilegal usam técnicas como VPNs, proxies e servidores espelhados para driblar a fiscalização e continuar oferecendo os canais de forma clandestina.


PROVEDORES DE IPTV PIRATA MIGRAM PARA P2PTV

Outra opção que a Anatel não conseguem bloquear, é o P2P que usa diversos IPS como servidor, assim como o Torrent faz, tornando inrrastreável. P2PTV torna o próprio usuário em servidores nas quais os usuários compartilham os dados de video entre si, sem depender de um servidor central, dificultando de ser bloqueado.

Exemplos disso é serviços de TV Piratas como BlueTV, Redplay, TVExpress entre outras.


O que é P2PTV?

P2PTV é uma sigla para Peer-to-Peer Television, ou seja, televisão entre pares. Trata-se de uma tecnologia que permite a transmissão de conteúdo audiovisual pela internet usando redes peer-to-peer (P2P), nas quais os usuários compartilham os dados entre si, sem depender de um servidor central.

O P2PTV tem algumas vantagens em relação aos IPTV como a redução do custo de infraestrutura, a escalabilidade para atender a um grande número de espectadores e a resistência à censura e à interrupção do serviço.

No entanto, o P2PTV também enfrenta alguns desafios, como a garantia da qualidade do serviço, a proteção dos direitos autorais e a segurança dos dados dos usuários. Além disso, o P2PTV depende da cooperação dos usuários para funcionar bem, o que nem sempre é garantido. Porém como esses serviços tem uma gama muito grande de usuários, dificilmente ela para ou congela.


Prejuízos do IPTV

Segundo dados da Anatel, existem cerca de 4 milhões de usuários de iptv pirata no Brasil, que geram um prejuízo de mais de R$ 9 bilhões por ano para o setor audiovisual. Além disso, esses serviços podem trazer riscos para os consumidores, como vírus, malwares, roubo de dados e instabilidade na conexão.

Por isso, é importante ficar atento e evitar cair na tentação de contratar um serviço de iptv ilegal. Além de ser uma prática criminosa, você pode estar colocando em risco a sua segurança e a qualidade do seu entretenimento. Prefira sempre os serviços legais e autorizados pela Anatel, que garantem a proteção dos seus direitos e o respeito aos conteúdos produzidos pelas emissoras.


Ajude o Blog a continuar ativo fazendo um PIX de incentivo: 49c257b1-5163-4b50-88ec-bd75810a1c1c


Se você gostou da matéria por favor nos siga no Google News clicando no botão abaixo e não perca nenhuma das nossas postagens.
SEGUIR SINHO PLAYER NO GOOGLE NEWS

Postar um comentário

0Comentários

Use sua conta Google para comentar!

Postar um comentário (0)