Alternativas ao Windows 7 com o fim do suporte

Sinho
0

Windows 7 acabou e agora? 

Com o fim do suporte do Windows 7, muitos usuários estão procurando alternativas para continuar usando seus computadores sem se preocupar com problemas de segurança ou compatibilidade. Uma ótima opção é migrar para o Linux, um sistema operacional livre, gratuito e que oferece diversas vantagens em relação ao Windows. Neste post, vamos apresentar algumas das principais distribuições Linux que podem substituir o Windows 7 com facilidade e eficiência.


O que é uma distribuição Linux?

Uma distribuição Linux é uma versão personalizada do sistema operacional baseado no kernel Linux, que é o núcleo responsável por gerenciar os recursos do hardware e interagir com os programas. Cada distribuição Linux tem seu próprio conjunto de aplicativos, interface gráfica, gerenciador de pacotes, configurações e recursos específicos. Existem centenas de distribuições Linux disponíveis na internet, cada uma com suas características e públicos-alvo.


Como escolher uma distribuição Linux?

A escolha de uma distribuição Linux depende de vários fatores, como o seu perfil de usuário, o seu nível de conhecimento técnico, o seu hardware, as suas necessidades e preferências. Algumas distribuições Linux são mais fáceis de usar e instalar, outras são mais avançadas e customizáveis. Algumas são mais leves e rápidas, outras são mais completas e robustas. Algumas são mais estáveis e seguras, outras são mais atualizadas e inovadoras.

E o melhor de tudo é que distribuições Linux são gratuitas, e todas elas contam com uma loja de aplicativos para você baixar seus programas de forma bem fácil e ainda pode desfrutar da leveza que o linux pode proporcionar a você se caso você não quiser ir para o Windows 10 por conta do peso.

Para ajudar você a decidir qual distribuição Linux é a melhor para você, vamos listar algumas das mais populares e recomendadas para quem quer sair do Windows 7 e experimentar o Linux.


Zorin OS


O Zorin OS é uma distribuição Linux baseada no Ubuntu, uma das mais famosas e utilizadas no mundo. O Zorin OS se destaca por ter uma interface gráfica muito parecida com a do Windows 7, facilitando a adaptação dos usuários que estão migrando. Além disso, o Zorin OS vem com vários aplicativos pré-instalados que substituem os programas mais usados no Windows, como o LibreOffice (suíte de escritório), o Firefox (navegador), o GIMP (editor de imagens) e o VLC (reprodutor de mídia). O Zorin OS também tem um recurso chamado Zorin Appearance, que permite mudar o visual do sistema entre vários temas e layouts diferentes.


Pop!_OS


O Pop!_OS é outra distribuição Linux baseada no Ubuntu, mas com um foco maior em desempenho e produtividade. O Pop!_OS tem uma interface gráfica minimalista e elegante, baseada no GNOME, um dos ambientes de desktop mais populares do Linux. O Pop!_OS também vem com vários aplicativos úteis para quem trabalha com desenvolvimento, design, edição de vídeo ou jogos, como o Visual Studio Code (editor de código), o Blender (software de modelagem 3D), o DaVinci Resolve (software de edição de vídeo) e o Steam (plataforma de jogos). O Pop!_OS também tem um recurso chamado Pop!_Shop, que permite instalar facilmente novos programas e atualizar o sistema.


Linux Mint


Outra distribuição muito recomendada para iniciantes e semelhante ao Windows 7 é o Linux Mint. O Linux Mint é derivado do Ubuntu, mas tem algumas diferenças importantes. O Linux Mint usa um ambiente gráfico chamado Cinnamon, que é mais parecido com o Windows em termos de layout e funcionalidades. O Linux Mint também vem com mais programas pré-instalados do que o Ubuntu, como codecs de mídia, navegadores web alternativos e ferramentas de backup. O Linux Mint pode ser baixado gratuitamente no site oficial (https://linuxmint.com/download.php) e também pode ser testado em um pendrive ou em um DVD antes de instalar no disco rígido.


Lite


O Lite é uma distribuição Linux leve e amigável, ideal para quem tem um computador antigo ou com poucos recursos. O Lite é baseado no Ubuntu e no Debian, duas das distribuições Linux mais estáveis e confiáveis do mercado. O Lite tem uma interface gráfica simples e intuitiva, baseada no Xfce, um ambiente de desktop leve e rápido. O Lite também vem com vários aplicativos essenciais para o uso diário, como o LibreOffice (suíte de escritório), o Firefox (navegador), o Thunderbird (cliente de email) e o Clementine (reprodutor de música). O Lite também tem um recurso chamado Lite Software, que permite instalar facilmente outros programas populares.


Vou ter a mesma experiência que eu tinha no Windows com o Linux?

Sim, com toda certeza, a única coisa que falta nas distribuições Linux e o Office, porém há o Libre Office como alternativa ao Office. E também tem o Office Online que não deixa de ser extraordinária.

Alternativa ao Office: LibreOffice


- O LibreOffice tem aplicativos para documentos de texto, planilhas, apresentações, desenhos vetoriais, banco de dados e editor de fórmulas matemáticas. Você pode criar e editar arquivos em formatos como ODF, DOCX, XLSX, PPTX, PDF, RTF, CSV, HTML e TXT.

- O LibreOffice tem uma interface simples e customizável, que permite mudar o tema, os ícones e a disposição dos menus. Você também pode instalar plugins e extensões para adicionar funcionalidades extras ao LibreOffice, como corretores ortográficos, dicionários, modelos e ferramentas de produtividade.

- O LibreOffice tem uma excelente compatibilidade com o Microsoft Office, preservando a formatação e as funções dos arquivos. Você pode abrir e salvar arquivos do Office sem problemas no LibreOffice, e também exportar seus documentos para PDF com facilidade.

- O LibreOffice é atualizado frequentemente pela The Document Foundation, uma organização sem fins lucrativos que mantém o projeto. Você pode baixar as versões mais recentes do LibreOffice no site oficial ou nos repositórios da sua distribuição Linux.

O LibreOffice vem por padrão nas distribuições Linux acima, você também pode instalar outras além dessas , fica ao seu critério, basta fazer uma pesquisa no Youtube e você encontrar muitas distros linux interessantes.

Se você se interessar por algumas dessas distribuições, você  pode encontrar vários tutoriais de instalações na internet que poderão te auxiliar nisso.


Conclusão

Como você pode ver, existem várias alternativas com Linux para quem quer deixar o Windows 7 pelo fim do suporte, você pode também atualizar para o Windows 10 se você ter certeza que seu computador irá rodar sem nenhuma dificuldade. Só não recomendo que fique no Windows 7, pois todas empresas como Google, Opera, Avast, AVG já abandonaram o Windows 7 e a tendencia é que até o final do ano o Windows 7 esteja completamente obsoleto.


Ajude o Blog a continuar ativo fazendo um PIX de incentivo: 49c257b1-5163-4b50-88ec-bd75810a1c1c


Se você gostou da matéria por favor nos siga no Google News clicando no botão abaixo e não perca nenhuma das nossas postagens.
SEGUIR SINHO PLAYER NO GOOGLE NEWS

Postar um comentário

0Comentários

Use sua conta Google para comentar!

Postar um comentário (0)